A feijões...

Posted by lawrence On sábado, 16 de julho de 2016 1 comentários



Houve um jogo (tipo a feijões) onde uma equipa fez aquilo que está no seu ADN, atacar, e outra que também no seu ADN, se limitou a defender.
 
Após o jogo, lendo (quase) tudo o que se escreveu por essa net fora, à partida, o tetra já era!
 
Porreiro! Ouro sobre azul e verde, digo eu!
 
Como compincha que já "papa" jogos sobre jogos seja na tv, seja na net, seja ao vivo há "bué" de décadas, tenho ainda alguma dificuldade em fazer juízos de valor sobre rapaziada que acabou de chegar, cada um com a sua motivação, cada um com a sua preparação, cada um com a sua morfologia, cada um com a sua mentalidade!.
 
Ao contrário de companheiros que basta olhar para o penteado (admito que também acho que reflete um bom bocado da personalidade do jogador e não é pelo lado bom!), já acham que o gajo não vale um traque, prefiro dar mais um tempinho para ver se o rapaz (seja ele qual fôr), considerando a esmagadora história e presente que o rodeia, se reduza à sua insignificância e desate a jogar como se o mundo acabasse amanhã!
 
E a história já nos deu mais que uma lição nesse capítulo!
 
Mas, também acho que há inundação de jogadores para determinadas posições e seca para outras.
 
Situação que se arrasta há anos!
 
Será por falta de opções ou porque determinadas posições dão mais comissões que outras?
 
Quem percebe disso que explique!
 
Embora, de explicações está o mundo farto, mas de acções, nem por isso!
 
Carrega Glorioso!!!

1 comentários:

José Ramalhete disse... [Responder]

Mas então o elogiado scouting não deve em primeiro lugar procurar os lugares em que a equipa está mais mal servida?

Enviar um comentário


Subscrever as notícias



Com tecnologia do Blogger.