Não sei se hei-de rir ou chorar!!

Posted by lawrence On domingo, 3 de julho de 2011 2 comentários


Quando se percebeu a época passada que o campeonato tinha ido à vida, que o Coentrão ia embora, que o Roberto era o que era, que o Luisão ia outra vez armar aos cucos, que ia haver a Copa América, que tínhamos dezenas de jogadores para colocar, que não tínhamos dinheiro e que precisávamos de iniciar a época a preparar as pré-eliminatórias da champions, porque não se começou logo a trabalhar sobre isso?
Todas estas situações eram do conhecimento do Clube!
Como se chega a esta altura e ainda há jogadores para vir e para renovar que estão (apenas e só) à espera do dinheiro da venda do pateta do Coentrão?
Como se permite aos clubes interessados no loiro burro perceberem que estamos com a língua de fora com falta de dinheiro e se permite que "joguem" com isso?
Porque não se tratou de um plano B para por um lado fazer face a uma eventual falta de dinheiro fresco da venda de jogadores e por outro não ficar com as calças na mão dependente de florentinos e vilas-boas?
Afinal o que gestores de empresas devem fazer senão antecipar e precaverem-se dos piores cenários?
Ou são gestores que funcionam só por reacção?
Para isso não será preciso SAD's, bastam directores à antiga!
Estou profundamente desgostoso com todos estes episódios, agora ainda acrescidos da chamada de última hora de jogadores que já estavam fora do baralho.
E ao que parece ainda vamos ter que ir ao Brasil servir de saco de treino ao real depois destas desconsiderações com que nos têm tratado?

Definitivamente não se aprendeu com os erros do passado defeso!

Como não sei se hei-de rir ou chorar, vou assobiar que é o que faço quando estou nervoso demais!

2 comentários:

Master Groove disse... [Responder]

caro Lawrence,
eu já não digo nada!(#$%&)
abraço

Manuel Oliveira disse... [Responder]

Houve realmente falta de planeamento, mas vamos ter esperança que tudo se remedeie a tempo.

Abraço.

Enviar um comentário


Subscrever as notícias



Com tecnologia do Blogger.